Microagulhamento

microagulhamento

Além de usado no tratamento de cicatrizes de acne, flacidez e estrias, o microagulhamento também é útil no tratamento de algumas formas de alopecia e pode ser realizado de diversas formas.

O  Voluderm®, é moderno aparelho que associa o microagulhamento a radiofrequência e pode se aliar a técnica de Drug Delivery. Além de ser usado no tratamento de rugas (face e pescoço), é utilizado no tratamento capilar, aumentando significativamente a densidade dos fios. Geralmente 3 a 4 sessões são indicadas,  com intervalo semanal ou quinzenal. O tratamento é feito apenas com anestesia tópica e é muito bem tolerado.

( ver mais -atalho para o texto de voluderm facial)

Outra técnica de microagulhamento é o uso do Dermaroller, equipamento com pequenas agulhas em sua estrutura.  As microperfurações produzidas no couro cabeludo por estas agulhas, levam a liberação de fatores de crescimento e consequente aumento da densidade dos fios. Também pode ser associado ao Drug Delivery, onde medicações para estímulo capilar são aplicadas no local. É procedimento bem tolerado apenas com anestesia tópica e pelo menos 3 sessões são indicadas, a depender da causa do problema.

Um procedimento inovador utilizado para microagulhamento capilar é o MMP® (Microinfusão de Medicamentos na Pele). Esta técnica permite a infusão de fatores de crescimento e vitaminas diretamente no couro cabeludo, de forma delicada e homogêmea. A técnica vem sendo usada não apenas para tratamento capilar, mas também para cicatrizes, verrugas e manchas. O equipamento usado na técnica, assemelha-se a equipamentos de tatuagem (ver imagem), porém neste caso, medicamentos estéreis são utilizados para injeção. Seu diferencial em relação as outras técnicas de microagulhamento, é a delicadeza do procedimento e a capacidade de infundir medicamentos dentro da pele.